All fields are required.

Close Appointment form

Halitose ou Mau Hálito

Halitose ou mau hálito, é uma situação constrangedora e em alguns casos pode provocar até ansiedade. Existem inúmeros produtos designadamente para combater a Halitosishalitose mas são apenas paliativos e não tratam a causa do problema.

Alguns alimentos, condições clinicas da pessoa e hábitos são fundamentalmente as principais causas da halitose. Em maior parte dos casos solucionam-se com hábitos regulares de uma higiene oral cuidada. Se com isto a situação não for resolvida deve-se consultar Dentista ou Médico para certificar que não há uma outra causa clínica a provocar a situação.

Causas

A maior parte das situações de halitoses tem inicio na cavidade oral, e existem múltiplas possibilidades, entre as quais:

1- Alimentos, a degradação de alimentos dentro e à volta dos dentes pode induzir o crescimento bacteriano e provocar o mau hálito. Ingerir certos alimentos tais como cebola, alho e outros vegetais e especiarias podem também provocar o problema. Após a ingestão destes alimentos, entram na circulação sanguínea e são transportadas até aos pulmões onde se libertam e podem provocar o mau odor, que é o caso da substância contida no alho.

2- Os Produtos tabágicos, provocam mau hálito além disso os fumadores são mais propensos a doenças da gengiva, que é outra causa de mau hálito, a periodontite.

3- Pobre higiene oral, se não escovar no mínimo duas vezes por dia, se não usar fio diariamente, os restos dos alimentos retidos na cavidade oral entram em decomposição e provocam halitose. A placa bacteriana aderida aos dentes se não for removida pela higiene oral provoca gengivite e com a evolução do tempo pode transformar-se numa situação mais avançada nomeadamente em Periodontite onde se formam bolsas de gengiva à volta dos dentes onde as bactérias proliferam, degradam dentes e estruturas de suporte, provocando hemorragia gengival e halitose. A higiene das próteses e aparelhos ortodônticos é também fundamental para evitar problemas de halitose. Há que referir que a superfície irregular da língua bem como locas nas amígdalas pode aprisionar bactérias e resíduos e provocar a halitose.

4- Síndrome Boca Seca, xerostomia, pode ser etiologia de halitose por diminuição de produção de saliva. Normalmente ocorre durante a noite e piora se dormir de boca aberta, sendo por isso que muitas pessoas se queixam de halitose principalmente ao acordar. Alguns medicamentos são responsáveis pela diminuição de produção de saliva, e existem algumas patologias crónicas das glândulas salivares ou algumas outras doenças sistémicas.

5- Infeções na boca, cicatrização de cirurgia oral, tal como extrações dentárias, cárie dentária ou patologia periodontal são condições  que podem provocar halitose.

6- Outras patologias orais, nariz e garganta/amígdalas. Infeção  ou inflamação crónica no nariz garganta ou seios maxilares podem provocar mau hálito.

7-Medicação, alguns fármacos podem indiretamente provocar halitose ao provocar xerostomia.

8- Outras causas podem ser doenças sistémicas, condições clinicas especificas até mesmo alterações metabólicas podem provocar halitose, tais como refluxo gastroesofágico crónico ou condição de hálito cetónico de distúrbios de anorexia por exemplo.

Halitose nas crianças pode ser provocado por corpo estranho (uma pequena peça de uma brinquedo) ou alimento retido nas narinas ou amígdalas respetivamente.

Diagnóstico

O diagnóstico pode ser feito pelo Médico-Dentista ao fazer exame objetivo e fazendo diagnóstico diferencial. Encaminhando para outra especialidade se necessário, nomeadamente otorrino  ou gastroenterologista.

 Tratamento

Para reduzir halitose de causas orais é fundamental uma higiene Oral cuidada diariamente, podem ser utilizados produtos de higiene oral orientados para as diferentes vertentes da origem do problema, seja boca seca ou doença periodontal, existem elixires e dentífricos específicos com produtos adequados à etiologia da halitose. Bem como os tratamentos necessários seja de caries ou problemas de periodontite crónica do adulto.

Rotinas diárias para evitar halitose

1-Higiene Oral após refeições ou pelo menos duas vezes por dia, com dentífrico e elixir aconselhado pelo profissional de saúde Oral, escovar a língua, proceder à utilização do fio dentário pelo menos uma vez por dia. Limpeza adequada de próteses dentárias e aparelhos ortodônticos com produtos próprios recomendados.

2.Para evitar boca seca, deve evitar tabaco e beber bastante água (não beber café, refrigerantes ou álcool, que agravam o problema) mastigar pastilha elástica sem açúcar ou pastilhas que estimulam produção de saliva. Se tem condição crónica de xerostomia o Médico ou o Dentista podem prescrever saliva artificial ou medicação que promove a produção de saliva.

3- Adequar a dieta, evitar alimentos ou bebidas que possam provocar mau hálito. Evitar alimentos ricos em açúcar, por exemplo gomas.

4- Mudar regularmente de escova de dentes a cada 2-3meses, consultar o dentista duas vezes por ano.

Marta Teixeira Dias, Médica Dentista